segunda-feira, 15 de abril de 2013

CHARLIE CHAPLIN - 124 ANOS DO MAIOR GÊNIO DO CINEMA

Um menino, que tinha tudo para dar errado, tornou-se um dos homens mais celebres da história da humanidade. Charles Spencer Chaplin, também conhecido como Charlie, ele ainda herdou no nome de seu maior personagem, Carlitos. Nasceu em Londres, no dia 16 de Abril de 1889, exatos quatro dias antes do abominável Adolf Hitler, que Chaplin satirizou em 1940. 

Seu pai era alcoólatra, saiu de casa e faleceu quando Chaplin ainda era garoto. Sua mãe, Hannah, foi cantora e atriz, sendo nesse universo do teatro que ele começou a se descobrir, especialmente quando sua mãe foi forçada a parar de cantar: “Foi devido às falhas da voz de minha mãe que, na idade de cinco anos, apareci pela primeira vez num palco. Mamãe em geral me levava para o teatro à noite, de preferência a deixar-me sozinho em quartos de pensão”, disse Chaplin certa vez.

Sua mãe adoeceu e foi internada em um asilo. O garoto que perambulava pelas ruas de Londres parecia ter como certo um futuro fracassado, mas o talento do palco ao substituir a mãe, não se perdeu. De pouco em pouco sua carreira cresceu, até que em 1914, participando de uma companhia de teatro que fez uma fraca apresentação nos Estados Unidos, ele teve sua grande oportunidade e permaneceu do outro lado do Atlântico. Baseado em alguns ingleses baixinhos e desajeitados, que ele conhecera durante a infância no subúrbio londrino, nascia o personagem que lhe escreveu na história: Carlitos.

Ele ia além da cena: Escrevia, dirigia e compunha à trilha sonora de seus filmes, em sua produtora, num tempo onde Hollywood ainda era artesanal. Criou uma obra faz rir, emociona e faz pensar. Chaplin escreveu a história de seu tempo na tela do cinema e traz reflexões que continuam atuais.

Nesta terça-feira, 16 de Abril de 2013, ele completaria 124 anos. Todavia, sua obra completa o presente e continuará completando a história. Suas atuações brilhantes, suas cenas clássicas, discursos, frases e biografia, motivam. Numa era de YouTube, onde especialistas dizem que após um minuto o internauta já cansou do vídeo, Chaplin consegue manter milhares de vídeos, em vários idiomas, seja a íntegra de seus filmes, vídeos de cenas memoráveis ou momentos de sua vida, com milhares e até mesmo milhões de acessos em alguns deles.

Um homem que fez um cinema divertido, que emocionou e nos fez pensar no mundo em que vivemos. Chaplin falou e ensinou muito, mesmo em silêncio durante anos. Falar da relevância dele é algo que poderia render uma série de colunas. Mas é melhor falar menos, e sim reverenciar alguns momentos marcantes de sua obra! Separei alguns de momentos marcantes de sua carreira, em fotos e vídeos e ao final disponibilizo links de filmes de Chaplin na íntegra via YouTube.

Biografia de Chaplin - GloboNews



Smile: A trilha sonora de 'Tempos Modernos', cantada com letra pela primeira vez por Nat King Cole, e sucesso na voz de Michael Jackson.


Cenas Épicas: 

Carlitos fissurado em apertar porcas, em critica a
Revolução Industrial.  (Tempos Modernos 1936)




Dança com Pãenzinhos (Em Busca do Ouro - 1925)
Satirizando Hitler e sua vontade de ser o dono
do mundo. (O Grande Ditador - 1940)
Num discurso épico, Chaplin, através do Barbeiro Judeu
que se passava por Hynkel (sátira de Hitler), prega o
desejo de ajudar o próximo, propagar a liberdade
e a lutar pela criação de um mundo melhor.
(O Grande Ditador - 1940)
O Oscar: Aos oitenta e dois anos de idade, Chaplin aceitou o convite para retornar a Los Angeles e ser homenageado na cerimônia de entrega do Oscar, prêmio merecido que lhe foi diversas vezes negado durante toda a sua carreira. Sem rancor e demonstrando emoção, ele agradeceu o prêmio. 




FILMES NA ÍNTEGRA VIA YOUTUBE:
Tempos Modernos: http://www.youtube.com/watch?v=0gY0JR6s38g
O Grande Ditador: http://www.youtube.com/watch?v=LfbTYhX6Dqs
O Circo: http://www.youtube.com/watch?v=iyd1xvlMQWA
Luzes da Cidade: http://www.youtube.com/watch?v=EH-24zIjOl4
O Garoto: http://www.youtube.com/watch?v=gERWrXMKaVE

Quem tiver interesse em outras obras no Google é fácil encontrar sua filmografia. Basta escolher um e jogar no YouTube, vários estão lá!


Um comentário:

Bruna Laranjeira disse...

Lamentável ver que nos acomodamos com os padrões de comportamento e consumo da sociedade sem ao menos nos questionar se esses são realmente benéficos para nós, como fez o GRANDE Charlie. Salve Chaplin,mestre em fazer humor inteligente!